• ELO Laboratório Clínico

BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO FÍSICO

Entenda porque as Práticas Esportivas e Exercícios Físicos melhoram tanto a sua qualidade de vida.


PORQUE O AUMENTO PELA PROCURA DE PRÁTICAR EXERCÍCIO FÍSICO?

Nos últimos anos a sociedade tem se interessado paulatinamente em cuidar da saúde e consequentemente adotar práticas físicas, pois tem sido a forma mais recomendada pelos médicos e especialista para que haja melhora na qualidade de vida e ampliação na expectativa de vida.

BENEFÍCIOS QUE O EXERCÍCIO FÍSICO.

Sendo o Exercício Físico algo extremamente positivo, eles acabam sendo extremamente poderosos instrumento para a prevenção de doenças, melhorando a qualidade da respiração, da circulação de sangue e do combate à osteoporose, além de melhoras perceptíveis no humor, maior envolvimento com os demais colegas e pessoas que fazem parte do seu convívio, maior foco no seu trabalho e uma maior disciplina referente aos excessos e a alimentação saudável. Por muito tempo, a sociedade foi sedentária, ou seja, passava o dia trabalhando sentado e não procurava nenhuma forma de se exercitar. Segundo Estudo feito pelo Vigitel, cerca de 13% dos brasileiros acima de 14 anos de idade praticava qualquer tipo de Exercício Físico em 2006. Com a mudança das tendências, esse número foi exponencialmente aumentando, chegando à 37% da população que reside nas capitais brasileiras façam, ao menos, 150 minutos de atividade física por semana, sendo esse o mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

PRIMEIROS PASSOS PARA A PRÁTICA

O primeiro passo para uma prática física saudável é descobrir uma atividade que mais se encaixe no seu perfil, que mais lhe agrade, de modo que a prática se torne algo despretensioso para você e não uma obrigação. Caso você seja uma pessoa competitiva, existe inúmeros torneios e competições que incentivam o exercício físico e o sentimento de competitividade nos seus participantes. Porém, é importante estar atento sobre os excessos e não deixar que a busca pela excelência e melhora na qualidade de vida se torne algo angustiante e frustrante. Isso é uma atribuição para esportistas profissionais. Os Exercícios Físicos podem ser realizados em academias, na sua casa ou em áreas públicas. Você pode optar por atividades aeróbicas (como corrida, bicicleta, caminhada), aquáticas (natação) ou com viés de flexibilidade (alongamento, ioga). É recomendado que você pratique exercícios em locais que mais lhe deixem confortável, que lhe agrade, evitando assim locais com poluição intensa, poluição sonora, ruas e avenidas muito movimentadas, procure locais onde você possa seguir o seu ritmo e aproveitar o que está ao seu redor, áreas arborizadas que irão contribuir para a sua respiração, fugindo assim do calor excessivo que ocasiona a desidratação. Esteja sempre com uma garrafinha d'água e com roupas leves que facilitem a circulação de ar pelo seu corpo e te deixem mais à vontade, além de calçados adequados para que não venha a gerar problemas físicos. Por fim, é importante ressaltar que o que irá trazer benefícios direto à sua saúde é a regularidade e não necessariamente a intensidade da Atividade Física. O ideal são 30 minutos de atividade diária para o bom funcionamento de pulmões e do seu coração, contudo, você pode optar pela prática em duas ou três vezes por semana no horário que mais lhe ser conveniente. Lembre-se de sempre buscar um auxílio e acompanhamento com um médico especializado, pois cada tipo de corpo precisa de uma atenção singular, sendo interessante buscar por avaliações cardiovasculares, respiratória e ortopédica antes de dar início ao seu novo modo de vida mais saudável. Existe alguns exames específicos para cada idade, para crianças entre 5 a 10 anos é recomendado que sejam avaliadas por médicos para a detecção de possíveis doenças. Nesta faixa etária, indica-se o exame cardiológico realizado por um cardiopediatra (exame clínico, ausculta cardíaca e Eletrocardiograma). No caso de crianças com antecedentes familiares e cardiopatia estrutural, deve-se fazer exames complementares, como o Ecocardiograma, que avalia o padrão de atividade elétrica do coração. Entre 15 a 20 anos, é recomendada a realização de exame clínico detalhado complementado com Eletrocardiograma. Se o exame físico e/ou o Eletrocardiograma de repouso apresentarem alterações, é importante fazer também Teste Ergométrico, ou teste de esforço, Holter 24horas e Ecocardiograma. Entre 30 a 40 anos, é importante analisar o histórico, tanto do indivíduo quanto da família, incluindo seus hábitos diários, o que pode exigir, além do exame físico, testes complementares para o diagnóstico. Nos pacientes sem antecedentes familiares, como morte súbita ou infarto agudo do miocárdio precoces, e sem antecedentes pessoais, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes, obesidade e tabagismo, se realiza apenas o Eletrocardiograma de repouso. Nos demais casos, é necessário Teste Ergométrico e Ecocardiograma. Outros exames importantes que podem ser solicitados são: perfil lipídico (colesterol e triglicerídeo), glicemia, hemoglobina glicada, ácido úrico e hemograma completo.

36 visualizações

 © Elo Laboratório Clínico - 2018

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now